O cronograma capilar é como tomar vitaminas para o corpo. Tem a capacidade de salvar o nosso cabelo em momentos de crise e também de nos ajudar a encontrar um método personalizado para tratar o nosso tipo de cabelo da melhor forma, consoante as suas necessidades.

Neste caso não falamos de vitaminas, mas sim de máscaras para o cabelo com propósitos e ingredientes diferentes. Quando usadas da maneira certa e intercaladamente vão ter um efeito muito mais potenciador no nosso cabelo.

Quem precisa de usar?

Toda a gente devia experimentar um cronograma capilar para perceber como potenciar a saúde do seu cabelo. No entanto é muito procurado por pessoas com alguns danos visíveis, seja devido a colorações, alisamentos, raios UV ou sal do mar no verão (aprende aqui como cuidar do cabelo na praia).

Alguns destes factores controlamos, outros não, mas o cronograma capilar assenta em 3 fases essenciais que temos de ter sempre em atenção independentemente do tipo de dano que sofremos: Hidratação, Nutrição e Reconstrução. A cada fase é associada uma máscara capilar com as propriedades específicas de tratamento, e o melhor disto é que podes criar o teu próprio cronograma a partir de casa. Mas antes disso…

O que representa cada fase?

Hidratação: o processo de hidratação é um dos tratamentos principais que relacionamos ao cuidado de cabelo, especialmente por ser o responsável por repôr a água e nutrientes essenciais que perdemos todos os dias. Imprescindível para evitar o ressecamento e manter o cabelo saudável.

Nutrição: Podem haver cabelos hidratados mas com falta de nutrição. Esta fase vai repor os lípidos – gorduras produzidas pelas glândulas sebáceas do couro cabeludo que protegem os fios. É uma camada protetora que os deixa flexíveis, macios e brilhantes, com as cutículas bem seladas. É importante para evitar as pontas espigadas e a falta de brilho.

Reconstrução: É uma das etapas mais potentes pois está mais relacionada com problemas mais graves. Cabelos quebradiços, finos e secos causados por ações químicas, por exemplo, necessitam de uma reposição de proteína, e neste caso, Queratina – uma proteína do cabelo que representa 90% da constituição dos fios. É o que dá estabilidade, resistência e força, por isso, quando em falta, temos um cabelo muito estragado e sem vida. Por ser tão potente nem todos os tipos de cabelos precisam de passar por esta fase.

Qual é o meu cronograma capilar?

Podes consultar este site da Tresemmé da fazeres o teu teste personalizado e perceberes que tipo de máscaras são as mais indicadas para ti e em que ordem as precisas de o usar.

Para cada tipo de cabelo e necessidade existe um cronograma personalizado a ser adaptado durante 30 dias seguidos. Estes são apenas os dias mais indicados para veres resultados no cabelo, mas não significa que tenhas de parar o cronograma. Aliás, é desaconselhável fazê-lo apenas uma vez. Desta forma os resultados a longo prazo não vão ser visíveis. Basta ires alterando o plano consoante a nova condição do teu cabelo.

ESCLARECEMOS TODAS AS VOSSAS DÚVIDAS AQUI:

Creator

Raquel Farinha

Temas Relacionados