São raras as pessoas que se podem gabar de nunca terem apanhado piolhos. O nome técnico é pediculose capilar, e não fica mais agradável ao ouvido. Alertamos já que este artigo pode dar alguma comichão psicológica, mas é essencial para desmistificar alguns factos e ajudar a saber lidar com uma situação tão regular como esta.

As escolas e creches são o antro dos piolhos, e onde a maior parte das pessoas os apanha. Normalmente só se fala em crianças, mas a verdade é que muitos adultos também sofrem deste problema, especialmente se em contacto directo com alguém que esteja infestado.

COMO É QUE SE PROPAGAM?

O que acontece é que se torna um problema bastante chato devido ao facto de os piolhos serem extremamente resistentes, pois sobrevivem até dois dias sem alimentação e resistem à água. Então, estes pequenos animais de 6 patas, aspecto oval e com tamanho de 2 a 4mm, são as criaturinhas mais irritantes de nos livrarmos. Especialmente tendo em conta que uma fêmea põe 10 ovos diariamente, algo que influencia para a propagação rápida e crescente da infestação.

MAS EU LAVO A CABEÇA TODOS OS DIAS

MITO: Ao contrário do que muita gente pensa, os piolhos não se alojam apenas em cabeças sujas. Ou seja, o seu contágio em nada está relacionado com a higiene, mais concretamente, na falta dela. Por outro lado, também não está relacionado de todo com a cor de cabelo ou o sexo da pessoa. Por exemplo, seja ela ruiva, morena, loira, tem sempre a mesma probabilidade de os apanhar se em contacto com alguém já contagiado.

Mas como é que eles se transmitem?

MITO: os piolhos não salta ou voam! Ou seja, o seu contágio tem de implicar um contacto directo com alguém já infestado. Normalmente as raparigas são as mais afetadas devido ao cabelo grande que tem muito mais contacto do que cabelos curtos. No entanto, além do contacto de cabeça para cabeça, os piolhos podem ser transmitidos por partilha de escovas, ou até mesmo piscinas e praias com uma afluência grande, já que são fãs de meio húmidos e quentes.

1. COMO PREVENIR
  • Inspeccionar a cabeça
    Se houver suspeita ou esteja a ocorrer o início do período lectivo, deve-se inspeccionar periodicamente a cabeça dos membros da família, incluindo até adultos. As zonas mais húmidas, na nunca e atrás das orelhas são aquelas que merecem mais atenção.
  • Evitar partilhas
    Quando as crianças brincam existe um maior contacto, então é extremamente importante que elas saibam que se deve evitar partilhas objetos pessoais, como roupas, chapéus, almofadas, e escovas ou pentes.
  • Desinfectar tudo
    Para manter a higiene geral, lave regularmente a roupa de cama a 60ºC. Deite o saco do aspirador fora depois de aspirar a casa e o carro.
  • Usar toucas nas piscinas
    Visto que os piolhos são resistentes à água, as piscinas públicas são locais de grande risco de contágio.
  • Sprays repelentes podem ajudar
    Mesmo usando estes produtos é necessário continuar a respeitar as indicações anteriores, especialmente a verificação regular do couro cabeludo. Os repelentes ajudam no dia-a-dia numa proteção diária mais prolongada e eficaz contra os piolhos.
  • Penteados apanhados
    Cabelo apanhado vai ser uma das melhores prevenções em momentos de possível contágio. Desta forma impossibilita que os parasitas que desloquem facilmente entre fios de cabelo, visto que não saltam ou voam.
2.COMO ELIMINAR
  • Usar uma toalha branca
    Nos ombros da pessoa contagiada, coloque uma toalha branca para identificar melhor os piolhos.
  • Fazer tratamento a seco
    Os tratamentos de eliminação química passam por algumas fases mas é importante realizá-los primeiramente em cabelo seco. Desta forma o produto vai penetrar mais facilmente na raíz e ter um resultado mais eficaz no final do tratamento.
  • Usar um pente de dentes finos
    Depois do tratamentos, esta ferramenta vai ajudar a remover piolhos mortos e lêndeas. No entanto pode ser bastante agressiva para os fios de cabelos mais compridos, especialmente meninas ou mulheres que tenham o cabelo saudável. Para não acabar com o cabelo todo partido graças ao pente fino, que muitas vezes é de metal, aconselhamos o uso de bastante condicionador para evitar a quebra e danos irreversíveis ao cabelo.
SEGUE-NOS NAS REDES SOCIAIS PARA MAIS DICAS DE CABELO

Creator

Raquel Farinha

Temas Relacionados